Cuidados na gravidez

Sangramento na gravidez? Descubra o que fazer!

Livro Mãe Fora da CaixaPowered by Rock Convert

A gravidez é um momento de muita felicidade para os novos papais e mamães, mas também do início de muitas inseguranças. Os sangramentos que podem ocorrer durante esse período são exemplos de momentos de grande medo.

Neste texto, vamos explicar o sangramento na gravidez, quais as suas principais causas e como proceder caso ele ocorra. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura!

O que pode causar sangramento na gravidez?

Os sangramentos na gravidez são comuns e, na maioria das vezes, não significam um problema grave. No entanto, é indispensável procurar o seu médico sempre que um episódio ocorrer, mas sem se desesperar.

Os sangramentos são divididos de acordo com o período de gestação. Sangramentos do primeiro, do segundo e do terceiro período de gravidez. Veja!

Sangramentos do primeiro período

Os sangramentos que ocorrem no primeiro período da gestação geralmente têm uma duração de dois dias, cor rósea e causam cólicas semelhantes à menstruação. Eles são normais nos primeiros quinze dias e podem ser, inclusive, o primeiro indício de gravidez.

Mas nesse período também podem ocorrer sangramentos graves, como os causados pelos abortos espontâneos e por uma gravidez ectópica. Nesses casos, o sangramento costuma ser vermelho-vivo e acompanhado de muitas náuseas e cólicas.

Nos três primeiros meses de gestação, a mulher pode apresentar também um corrimento parecido com uma borra de café, que pode significar um descolamento ovular, condição que pode levar a aborto.

Livro Mãe Fora da CaixaPowered by Rock Convert

Sangramentos do segundo período

No segundo trimestre de gestação, os sangramentos se tornam mais incomuns, mas, quando ocorrem, podem indicar que a placenta se inseriu no local errado, a existência de uma infecção uterina ou de alguma lesão do útero, ou ainda um descolamento de placenta ou aborto.

Os sangramentos que são preocupantes vêm normalmente acompanhados de alguns sinais alarmantes, como dor forte no abdômen, febre e redução na movimentação fetal.

Sangramentos do terceiro período

Nos últimos três meses de gravidez, um sangramento pode indicar um trabalho de parto prematuro, além de outros problemas mais graves, como o descolamento de placenta ou a placenta prévia.

Algumas gestantes também podem experimentar um sangramento na hora do parto, devido a acontecimentos normais desse momento. Quando isso ocorre, o sangramento é acompanhado de contrações, anunciando a chegada do bebê.

O que você deve fazer?

É necessário estar atenta aos seguintes sinais de alerta:

  • febre;
  • dores abdominais fortes;
  • sangramento duradouro e abundante;
  • contrações precoces.

Caso isso ocorra, é preciso entrar em contato com o obstetra com urgência. Só ele pode realizar o diagnóstico correto e proteger a sua saúde e a de seu bebê. Em casos mais leves, não se desespere, procure o seu médico e converse sobre o que está ocorrendo.

Os sangramentos da gravidez podem ocorrer por motivos simples, e também podem estar associados a problemas graves. Esteja sempre atenta às mudanças do seu corpo para avaliar sinais de alarme e viver uma gravidez saudável e com conforto.

E aí, aprendeu um pouco mais sobre o sangramento na gravidez? Então siga a nossa página no Facebook e acompanhe nossos conteúdos sobre a gestação e a vida do bebê.

Comentar