Bebês

O que é necessário para fazer CPF e RG para bebê?

Escrito por Equipe Fraldário

Toda mãe sabe que é imprescindível estar sempre com a documentação do seu filho em mãos. Com tanto manuseio (viagens, consultas médicas, passeios, vacinações), a certidão de nascimento pode acabar estragando. Mas você sabia que é possível fazer tanto o CPF quanto o RG para bebê?

Você deve estar se perguntando se realmente é necessário, quais as vantagens, como, quando, onde e quanto custa fazê-los. Todas essas perguntas serão respondidas neste artigo. Então, continue a leitura!

Por que fazer o CPF e o RG para bebê?

É necessário sempre estar com um documento do seu filho — ele é exigido para viagens, hospedagens em hotéis, vacinação, acesso a postos de saúde e programas do governo. Porém, a certidão de nascimento pode sofrer rasuras ao ser levada sempre na bolsa. Dessa forma, o RG para bebê acaba sendo muito mais prático, seguro e fácil de ser manuseado.

Além disso, esse documento é válido para entrar e sair de países do Mercosul sem a necessidade de passaporte. Caso você faça o CPF antes, o número poderá constar também no RG do bebê. Assim, seu filho terá os dois documentos em um só.

Campanha de Doação de FraldasPowered by Rock Convert

Como fazer os documentos do bebê?

Para ambos os documentos, é preciso ter a certidão de nascimento da criança e não há idade mínima para fazê-los. Vamos ao que é necessário para cada um deles. Confira!

Para fazer o CPF

  • onde fazer: qualquer agência dos Correios, Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal;
  • documentos necessários: certidão de nascimento da criança e documento do responsável;
  • não é preciso que o bebê esteja presente;
  • valor: aproximadamente R$ 7,00.

O número do CPF é gerado na hora. Porém, não é mais emitido um cartão como antes. Assim, é preciso entrar no site da Receita Federal para imprimir o comprovante de inscrição do documento.

Para fazer o RG

  • onde fazer: cada estado tem suas próprias especificidades para a emissão do RG. Normalmente, é de responsabilidade da Secretaria de Segurança Pública – SSP, delegacia ou serviço integrado. É recomendável que você se informe em que lugar é feito na sua cidade;
  • documentos necessários: certidão de nascimento da criança e documento do responsável;
  • é necessário que o bebê esteja presente porque serão colhidas as digitais do pequeno;
  • é preciso apresentar duas fotos 3×4 da criança. Em alguns lugares, a foto é tirada lá mesmo. Caso aceitem que sejam levadas, é até melhor. Por se tratar de um bebê, tirar uma foto para documento pode ser uma missão complicada.A criança pode estar agitada demais, chorando, com cólicas ou dormindo. Você pode tirar a foto com calma em casa, fazendo várias tentativas. Atente, porém, às exigências — a foto deve ter o fundo branco, e o bebê deve estar vestido com uma roupa que não seja clara, e sem acessórios na cabeça. Tire a foto dos ombros para cima e imprima em papel fotográfico em tamanho 3X4;
  • valor: a primeira via do RG é gratuita.

Como você viu, é muito importante fazer os documentos do seu filho o quanto antes, além de ser bastante simples e barato. No caso do RG para bebê, não deixe de se informar sobre onde esse documento é emitido na sua cidade, e se é preciso realizar agendamento prévio. Não esqueça que seu atendimento é prioritário por estar com criança de colo.

Se você gostou deste artigo sobre os documentos dos bebês, compartilhe o post em suas redes sociais! Assim, outros pais também saberão como fazer o CPF e o RG de seus filhos.