Família e Relacionamento

Quando deixar o filho dormir fora de casa?

Escrito por Equipe Fraldário

Deixar o filho dormir fora de casa é um passo importante na vida de toda mamãe. Como saber qual a idade certa? Como se sentir segura e, o mais importante, como fazer com que a criança também se sinta à vontade? A resposta não vem com uma fórmula mágica: cada criança tem um processo de crescimento diferente.

Quer saber como dar esse passo à frente com o seu filho? Acompanhe a leitura, pois a gente vai ajudar você com esse artigo!

Existe idade ideal para deixar o filho dormir fora de casa?

A resposta é não. Definir uma idade para o filho dormir na casa de um amigo, vizinho ou mesmo de parentes pode se tornar uma decisão complicada. Cada criança cresce em um ambiente diferente, com estímulos diversos, e tudo isso deve ser levado em conta no desenvolvimento da maturidade dos pequenos.

Psicólogos e especialistas em desenvolvimento infantil concordam que não vale a pena estabelecer regras ou seguir um manual para decidir quando a criança pode dormir fora. O melhor é entender as necessidades do seu filho e conversar com ele para que ele (e você) tenha uma experiência feliz e saudável. Assim, o “dormir fora” vai deixar de ser um bicho papão para se tornar uma vivência positiva para o amadurecimento da criança.

A criança manifestou vontade de dormir fora?

Um termômetro interessante para entender quando a criança está pronta é a própria vontade dela. Se ela fizer o pedido, saiba que ela está demonstrando segurança para isso.

Campanha de Doação de Fraldas

Alguns especialistas apontam também a necessidade de a mudança ser gradual. Por exemplo, em um dia, você pode deixar a criança sozinha na casa dos avós por algumas horas. No outro fim de semana, ela pode dormir, e assim por diante.

O seu filho já tem autonomia?

Mesmo que a criança se sinta segura, os pais devem ter em mente que dormir fora significa estar fora do radar de cuidados maternos e paternos. Por isso, a criança precisa de autonomia para se alimentar, se comunicar e cuidar de sua higiene, principalmente se for dormir na casa de um amigo ou vizinho. Isso é importante para que a criança não se sinta desamparada ao dormir fora.

A criança está à vontade?

Se o seu filho for dormir na casa de um colega de escola, amigo ou vizinho, se certifique de que ele estará seguro. Converse com os pais ou responsáveis da outra criança antes, se preciso. Possivelmente, eles já passaram ou passarão pela mesma situação e entenderão a sua preocupação.

No entanto, não demonstre medo para a criança. Caso você não ache que ela estará em segurança, explique o porquê e evite a situação. Assim que você estiver segura, garanta que a criança está confiante também e deixe-a tranquila para ligar para você caso ela não se sinta à vontade.

Deixar o filho dormir fora de casa não precisa ser um evento traumático. Conversando com a criança, entendendo os sentimentos dela e garantindo que ela estará segura, a experiência será enriquecedora! Ao descobrir novos lugares, pessoas e hábitos, a criança poderá amadurecer e tirar proveito dessa vivência.