Mitos sobre a amamentação

4 minutos para ler
Cuidados com Recém NascidosPowered by Rock Convert

Para muitas mulheres, amamentar é um momento mágico da maternidade, e talvez por isso alguns mistérios e mitos rondem esse ato. Discussões relacionadas à produção de leite, o tamanho do seio e até o horário adequado para amamentar estão sempre presente nas conversas entre mães, pais e profissionais da área da saúde.

Se você também está com várias dúvidas e inseguranças quando o assunto é esse, calma: no texto de hoje, vamos desvendar 4 mitos sobre a amamentação para te ajudar a ficar mais tranquila! Vamos lá?

O tamanho do seio influencia na produção de leite

Não é raro que as mamães que têm os seios pequenos se preocupem com a sua capacidade de produzir leite ao longo do período de amamentação de seu pequeno. Muitas alegam que seios pequenos não são capazes de produzir o mesmo volume de leite que os seios maiores, mas a boa notícia para as mães sutiã PP é que essa informação não é verdadeira!

O que influencia a capacidade de cada mulher produzir leite, além de fatores emocionais e hormonais, é o volume de glândulas mamárias encontradas nessa região do corpo. Todas as mulheres, independentemente do tamanho do seio, apresentam quantidade de glândulas mamárias suficientes para produzir leite para seu filho, portanto, seja qual for a medida do seu busto, relaxe e curta esse momento com o seu bebê com a segurança de que você tem tudo de que ele precisa!.  

Bebês que crescem mais devagar são resultado de pouco leite oferecido pela mãe

Quando os babies começam a interagir com outras crianças, as comparações dos pais são inevitáveis, e logo surgem dúvidas quanto à velocidade de desenvolvimento de seu pimpolho em contraste com os amiguinhos e a relação disso com a amamentação.

É preciso entender, em primeiro lugar, que a grande maioria das mulheres produz um volume muito maior de leite do que o bebê realmente precisa e, por esse motivo, a culpa do desenvolvimento mais lento não pode ser apontado para a mamãe!

Além disso, cada criança responde de maneira diferente à ingestão de calorias provenientes do leite materno e, por isso, elas podem se desenvolver em diferentes velocidades em épocas diferentes — algumas nos primeiros meses, outros em idades mais avançadas.

Papinhas para BebêPowered by Rock Convert

Se você acredita que, mesmo assim, seu filhote está com alguma dificuldade de crescimento, a melhor solução é procurar o acompanhamento de um pediatra para avaliar outras questões externas relacionadas com ao crescimento lento do bebê.

Tomar canjica ou beber cerveja preta ajuda a aumentar a produção de leite

Não são incomuns as crenças de que certos alimentos são capazes de estimular a produção de leite pelas glândulas mamárias, aumentando o volume de ingestão do pequeno.

Mas a realidade é que não existe relação entre o consumo de produtos como a canjica e a cerveja preta e o aumento de produção de leite materno. Mais importante do que valorizar o consumo desses alimentos é garantir uma dieta equilibrada, já que mães bem-nutridas são capazes de produzir leite mais nutritivo para seus pimpolhos!

O leite materno para de ser produzido após seis meses

Se essa afirmação fosse verdadeira, como a recomendação de amamentar a criança até os dois anos de idade poderia ser feita? Portanto, mais uma ótima notícia: o leite materno continua sendo produzido pela mãe por muitos anos, situação que estimula muitas delas até mesmo a doar leite quando seus filhos já estão grandinhos!

Esse mito tem sua origem no fato de que, geralmente, depois dos seis meses de idade, os pequenos podem começar a experimentar outros alimentos além do leite materno, e embora seja recomendável que o bebê complemente sua dieta, o ideal é que, mesmo assim, ele continue a amamentar pelo menos até fazer um aninho.

A natureza já cuida para que as mamães tenham tudo de que seus filhotes precisam em seu organismo, por isso, não é preciso se preocupar com a qualidade da produção de leite se você mantém uma rotina saudável e não apresenta problemas de saúde!

Ficou mais tranquila? Comente contando se você conhece outros mitos da maternidade e continue acompanhando nosso blog para mais dicas!

Cuidados com Recém NascidosPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário