Se você está mudando de apartamento ou vai reformar a sua casa, provavelmente já passou em sua cabeça várias ideias de decoração de quarto de bebê, não é mesmo?

Esse é um pensamento muito comum entre mamães que buscam deixar o espaço ainda mais mágico e equilibrado em estilo, em cores e em mobília. No entanto, existem algumas dicas que são fundamentais para que tudo saia como o esperado.

Ficou interessada? Então continue com a leitura para saber mais sobre o assunto!

Como criar uma boa decoração de quarto de bebê?

Existem várias possibilidades na hora de decorar o quarto de um bebê, porém, você deve sempre focar na funcionalidade, na praticidade e no conforto, tanto para os pequenos quanto para as mamães e os papais. Tudo isso, é claro, sem deixar de lado a modernidade, a sofisticação e a beleza que um ambiente personalizado pode proporcionar.

Outro ponto importante é que o local deve ser arejado, com boa circulação do ar e sem exagero de móveis, itens decorativos e outros apetrechos normalmente encontrados em quartos de criança. Isso porque as tarefas do dia a dia, como trocar roupas e fraldas e colocar o bebê para dormir, devem ser feitas com segurança e comodidade.

Com base nisso, mostraremos a seguir 3 dicas e ideias de decoração para esse cômodo ganhar um toque especial e ser um bom cantinho de sua casa. Vamos lá?

1. Escolha um estilo

Como já dissemos, o exagero é um dos principais inimigos de um quarto equilibrado em texturas, cores e design.

Assim, você deve escolher apenas um estilo e aplicar essa ideia no restante da decoração, lembrando sempre de que tudo deve ter um pouco da sua personalidade e de sua família.

Veja os principais tipos para o quarto do bebê:

1.1. Quarto moderno

A modernidade compõe um ambiente contemporâneo e lúdico, com a possibilidade de misturas entre cores e estampas, como cinza junto com listras e figuras geométricas.

Também é possível utilizar móveis com design diferenciado e com acabamentos mais retos, complementando o toque moderno com tons “coringas”, como amarelo vivo, diferentes nuances de azul, salmão e roxo.

1. 2. Quarto clássico

O clássico também pode levar sofisticação para o quartinho do pequeno, afinal ele nunca sai de moda. Nesses casos, os tons claros ou pastéis são os mais indicados, como rosa bordô, lilás, azul-claro e bege.

Objetos em madeira caem muito bem nesse estilo, então, a ideia é que você busque alguns itens de decoração, móveis ou nichos de parede feitos com esse material.

Vale mencionar que levar toques e acabamentos em tecidos aveludados ou mais grossos são opções que ajudam a compor toda a decoração. Você só não deve se esquecer de que é um espaço infantil e, por isso, não pode ser sóbrio demais, tudo bem?

1.3. Quarto temático

Vários personagens e temas podem ser usados em quartos temáticos. Isso significa que você pode abusar das texturas, dos revestimentos e das cores, brincando com a transformação de todo o espaço através de um tema.

Por exemplo, se o tema for “fazendinha”, utilize tons verdes e marrons e disponha vários brinquedos, como vacas de pelúcia, latinhas de leite e flores. Outros temas muito usados são marinheiro, safari, princesas, desenhos e personagens de filmes.

Caso você não queira investir muito no tema em si, a dica é que você utilize as cores dos personagens nos acessórios, como cortinas, tapetes e roupas de cama, e deixe a imagem principal estampada apenas em um ponto, como em uma almofada. Essa ainda é uma maneira de evitar que você e que seu filho se cansem visualmente da decoração.

1.4. Quarto colorido

Utilizar uma mesma cor em diferentes tons é uma forma de deixar o quarto colorido na medida certa, possibilitando o contato do pequeno, desde cedo, com um “mundo” alegre e contagiante, sem cansar os pais e as próprias crianças.

Caso você prefira usar mais de uma cor, dê preferência para às tradicionais e primárias, como azul, amarelo e vermelho, complementando com os tons parecidos, como laranja, rosa, verde e outros tons de azul.

1.5. Quarto provençal

Por último, esse é um estilo bem rico em detalhes, com o uso de quadrinhos, espelhos e fotografias, tudo à provençal.

Isso significa um estilo um pouco mais retrô, com babados, tons claros e brancos, lustres bonitos, longas cortinas, palhinhas nas poltronas e nos berços, paredes e tecidos em texturas florais ou neutras.

Todo o espaço fica com um ar mais vintage ou retrô, lembrando as decorações dos casarões de antigamente, com elegância e sofisticação sem perder a suavidade necessária para o quarto de bebê.

2. Equipe o espaço com tudo que for necessário

Pensar no bem-estar da criança e dos próprios pais é elementar na decoração. Por isso, é válido deixar o espaço bem completo, com todos os móveis e com todos os utensílios que forem necessários.

Estante, luminárias, berço, trocador de fralda, cômoda, tapetes, cortina, poltrona de amamentação, prateleiras e estimuladores infantis, por exemplo, são alguns dos itens indispensáveis para o quarto de um bebê.

Lembre-se de que tudo deve harmonizar com o tamanho do cômodo. Dessa forma, vá escolhendo, primeiramente, a mobília de acordo com o local e atente-se para não exagerar e deixar o espaço abafado demais.

3. Invista nos móveis planejados

Os móveis planejados são opções que facilitam as atividades diárias dos pais e das crianças, como dar banho, colocar roupa e trocar fraldas, e ainda são soluções para problemas de espaço e segurança.

Eles são peças de dimensões-padrão que possuem módulos que se encaixam entre si, levando beleza e praticidade. Mas, é claro, é preciso ficar muito atento à qualidade.

Agora que você já sabe as melhores dicas de decoração de quarto de bebê e alguns dos estilos possíveis, não perca tempo e escolha já aquele que você mais gostou e que mais tem a ver com a sua personalidade e com o restante de sua casa.

Não se esqueça de que você deve evitar o exagero e buscar sempre o equilíbrio, deixando todo o espaço personalizado, sofisticado, bonito e decorado com muita qualidade e segurança.

E você, conhece outras ideias de decoração de quarto de bebê que ficou de fora da nossa lista? Conte para nós aqui nos comentários!

Comentar