Gestação

Retenção de líquidos na gravidez

Escrito por Equipe Fraldário

A gestação é sempre um momento maravilhoso que marca a vida da mulher, tanto pela felicidade e novas sensações descobertas, quanto pelas intensas mudanças emocionais e físicas. Uma dessas alterações no corpo é a impressão de pernas e pés cansados, o que é causado pela retenção de líquidos na gravidez.

Isso é mais comum a partir do segundo trimestre e se intensifica no terceiro. Para algumas mulheres, o incômodo é bastante grande e atrapalha a execução de simples tarefas diárias. Para ajudar a evitar esse problema, separamos neste post dicas incríveis que você não pode deixar de conhecer. Confira!

O que causa a retenção de líquidos na gravidez?

Há vários fatores que provocam o inchaço na gravidez, como o aumento de líquidos no organismo causado por mudanças bioquímicas e fisiológicas. Entre essas alterações estão as grandes oscilações hormonais, como o aumento da prolactina, progesterona, estrogênio e crescimento do volume plasmático, gerando maior volume de água no corpo.

Como o útero dilata, os vasos sanguíneos localizados na região ficam comprimidos e dificultam a circulação nos membros inferiores. Então, a água existente no sangue acaba saindo pelas paredes dos vasos, resultando no inchaço.

Há outros fatores que contribuem para a retenção de líquidos e o consequente inchaço dos membros inferiores, como o sobrepeso, alimentação desregrada, roupas apertadas, sapatos altos, sedentarismo e o tabagismo.

O que fazer para evitar a retenção de líquidos na gravidez?

Para prevenir os inchaços e seus incômodos, é recomendado:

  • praticar atividade física liberada pelo médico que acompanha a gravidez — caminhadas e hidroginástica são ótimas opções;
  • moderar o consumo de sal, alimentos industrializados e embutidos;
  • beber, no mínimo, 2 litros de água diariamente;
  • ter uma alimentação balanceada com legumes, verduras e frutas ricas em antioxidantes, pois facilitam a circulação sanguínea;
  • evitar roupas e calçados apertados, especialmente em dias quentes;
  • não ficar muito tempo na mesma posição.

É possível diminuir os inchaços?

As práticas recomendadas acima são bastante eficazes para fazer com que os inchaços não se manifestem durante a gestação. Porém, caso eles já tenham aparecido, além das recomendações já citadas, é preciso acrescentar as seguintes:

  • dormir com as pernas elevadas — utilize almofadas ou travesseiros para se sentir mais confortável;
  • fazer sessões de drenagem linfática com autorização do obstetra;
  • usar meias de compressão;
  • realizar massagens com cremes específicos para retenção de líquidos, preferencialmente logo após o banho, pois assim a pele absorverá o produto em maior quantidade;
  • fazer escalda-pés com sal — isso reduz os inchaços através de osmose reversa.

Se mesmo assim seu corpo continuar retendo líquidos, e os inchaços atingirem também os braços, mãos e rosto, é preciso consultar seu médico, pois isso pode indicar outra condição, como hipertensão ou diabetes gestacional.

Enfim, a retenção de líquidos na gravidez é bastante comum nos primeiros meses e se agrava no final da gestação. Por causar tantos incômodos, é importante seguir nossas dicas para evitar essa situação. Mas caso ela apareça mesmo assim, é necessário utilizar meios para reverter o inchaço. Assim, você aproveitará muito mais esse momento tão fantástico que é gerar um filho.

Aliás, é bem provável que você esteja ansiosa devido à gravidez, não é mesmo?

Comentar