Enxoval de Bebê Saúde do Bebê

Dicas de decoração do quarto do bebê para evitar alergia

Escrito por Equipe Fraldário

Alergias respiratórias são bastante comuns em crianças e acabam tirando o sono e a tranquilidade de muitos pais. Como é no quarto que o seu filho passa a maior parte do tempo em casa, esse é o cômodo que mais precisa de atenção na hora de decorar e limpar.

É um erro pensar que o quartinho de uma criança alérgica precisa estar praticamente vazio, sem enfeites, almofadas, cortinas ou brinquedos. Neste post, apresentamos cinco dicas para ajudar você a garantir a saúde do seu filho sem abrir mão de um quarto lindo e confortável. Acompanhe!

Mantenha o quarto sempre arejado e com luz solar

O quarto do seu filho deve ser um dos cômodos com maior incidência de luz solar na casa. O ideal é colocar a cama ou o bercinho em um lugar onde ele receba luz direta. Isso é importante porque colchões e travesseiros acumulam ácaros, mas eles morrem quando expostos a altas temperaturas. Cobertas, travesseiros, almofadas e kit berços também devem ser deixados ao sol.

Além disso, mantenha o ambiente arejado por, no mínimo, duas horas por dia. Dessa forma, você reduz a umidade do local, diminuindo também a chance de proliferação de ácaros e surgimento de mofo.

Troque a roupa de cama duas vezes por semana

Lençóis, fronhas e capas de almofadas devem ser trocados e lavados duas vezes por semana. São nesses lugares onde há mais acúmulo de ácaros, pó e restos de pele, principais causadores das crises alérgicas. As cortinas não precisam ser lavadas com tanta frequência: como elas ficam na janela, com incidência direta do sol, estão sempre arejadas.

Lembre-se de utilizar sabão neutro nas lavagens de roupa de cama e cortinas. Produtos com cheiro muito fortes podem não ser apropriados para uma criança alérgica.

Campanha de Doação de Fraldas

Prefira materiais fáceis de limpar

Isso vale para os móveis, chão e paredes. Carpetes e tapetes não são indicados — o melhor é escolher um piso com superfície lisa. Nas paredes, o ideal é optar por um tipo de tinta ou papel de parede que possa ser lavado com frequência sem que haja desgaste. O revestimento dos móveis também deve ser de fácil limpeza, dificultando o acúmulo de poeira.

Escolha os itens decorativos com atenção

Bichinhos de pelúcia, bonecas de pano e itens semelhantes não estão totalmente proibidos: para a alegria das crianças e dos pais, já é possível encontrar modelos antialérgicos e laváveis no mercado!

Uma boa dica é guardá-los em um armário com porta de vidro. Dessa forma, os objetos ajudam a compor a decoração mesmo ficando protegidos da poeira. Deixá-los no sol uma vez na semana também ajudará a proteger seu filho das crises alérgicas.

Há também a opção de peças em madeira ou plástico, que são mais fáceis de serem higienizadas. Porém, para os pequenos, nada mais apropriado do que brinquedinhos macios e fofos, não é mesmo? Então, não deixe de conferir se todos são antialérgicos.

Use sempre pano umedecido para a limpeza

Ao usar apenas vassoura, pano seco ou espanador, os ácaros e a poeira acabam apenas se espalhando pelo ambiente. Para evitar o problema, o ideal é usar pano úmido e higienizar o local diariamente. Não utilize produtos com cheiro forte: dê preferência aos neutros.

Se for usar aspirador de pó, certifique-se de que o saco interno esteja sempre limpo. Caso contrário, além de não aspirar adequadamente, a sujeira de dentro pode se espalhar pelo ar. Se tiver ar-condicionado no quartinho, lembre-se de limpar o filtro toda semana.

Como você viu, não é preciso comprometer a bela decoração do quartinho do seu bebê caso ele tenha alguma doença respiratória: basta seguir nossas dicas e nunca esquecer de manter o local bem arejado, deixar o sol entrar e evitar o acúmulo de poeira! Assim, mesmo a criança alérgica poderá ter um quartinho lindo, bem decorado e não terá grandes chances de ter crises alérgicas no local onde mais passa seu tempo.