Desenvolvimento Parto

Diário da maternidade: 6 cuidados com seu bebê recém-nascido

Escrito por Equipe Fraldário

Ao nascer, o bebê abandona o útero da mãe para entrar em um mundo totalmente novo. Mas nesse ambiente em que tudo é novidade, os pais de primeira viagem também precisam se adaptar!

Neste artigo, mostraremos os 6 principais cuidados com o recém-nascido. Após a leitura, você verá que a rotina com o bebê não é tão complicada, principalmente quando repleta de momentos de amor e carinho. Confira!

1. Banho

Cuidar da higiene do bebê não é apenas uma maneira de deixá-lo cheiroso e limpinho, mas também de garantir sua saúde. Portanto, o banho diário é fundamental!

Para isso, é preciso uma banheira com água em temperatura entre 36 e 37º C, em uma área segura e arejada. Usando as mãos e um sabonete neutro, massageie todas as dobrinhas, coto umbilical e membros do bebê, enxaguando bem para tirar toda a espuma. 

Após o banho, não se esqueça de enrolar seu bebê em uma toalha bem quentinha, evitando mudanças bruscas de temperatura que podem provocar resfriados e outras doenças.

2. Coto umbilical

Após o parto, o cordão umbilical que unia a mãe e o bebê é cortado, mas um pequeno fragmento permanece na barriga do recém-nascido, vindo a cair entre 7 e 15 dias. Apesar de ser algo comum, muitos pais não sabem o que fazer para manter esse coto limpo e seco.

Ao contrário do que muitos pensam, o uso de faixas sobre a área não é necessário. Deve-se apenas lavá-lo com água morna e sabão durante o banho, secá-lo bem e depois aplicar um pouco de álcool 70% com o auxílio de uma gaze ou hastes flexíveis de algodão. Isso evita infecções e favorece a cicatrização.

3. Trocas de fraldas

Até que o bebê tenha autonomia para usar o banheiro, ele precisará de fraldas para conter suas necessidades fisiológicas. Assim, as trocas fazem parte dos cuidados com o recém-nascido.

É preciso mudar a fralda frequentemente ou sempre que o bebê evacuar, pois o contato prolongado com urina e fezes pode levar a dermatites. Além disso, é fundamental hidratar a região com pomadas específicas após o banho e sempre que necessário.

4. Cólicas

Ainda não se sabe exatamente o motivo das cólicas dos recém-nascidos, mas suspeita-se que elas estejam ligadas à alimentação da mãe, ingestão de ar durante as mamadas e imaturidade do sistema digestivo. O problema é que elas causam desconforto tanto para o recém-nascido quanto para os pais.

Se o bebê está alimentado e descansado, mas mesmo assim chora por grandes períodos, possivelmente ele está sofrendo de cólicas. Para mudar o cenário, tente acalmá-lo junto ao colo, faça massagens em suas costas, não o alimente em excesso e certifique-se de fazê-lo arrotar após as mamadas.

5. Vacinas e exames

Muitos pais ficam com o coração na mão ao verem o recém-nascido chorar com as vacinas e exames. No entanto, esses procedimentos são indispensáveis para detectar problemas e evitar o surgimento de doenças graves.

Muitos desses exames e vacinas ainda são feitos na maternidade — como o teste do pezinho e a triagem auditiva —, enquanto outros são realizados no decorrer dos primeiros meses e anos de vida.

É importante conversar com seu médico pediatra para que tudo fique em dia e o bebê receba os cuidados necessários. Portanto, atente-se aos prazos corretos dos exames e vacinas. 

6. Repouso

O descanso é essencial para manter seu bebê saudável. Os recém-nascidos dormem de 16 a 18 horas por dia, mas muitas vezes há pequenos intervalos. Nos primeiros 20 minutos, o sono é leve e agitado, mas depois ele fica profundo.

É preciso respeitar esse início do sono e estar ciente de que eles acordam a cada 3 horas para se alimentar. O bebê deve ser colocado para dormir em um quarto seguro, calmo e silencioso. Além disso, ele deve dormir de barriga para cima, sem cobertas ou bichos de pelúcia em cima do rosto.

Ter um bebê é uma das coisas mais mágicas que existem. Por isso, é sempre bom estar tranquila para conseguir aproveitar cada segundo desse primeiro contato!

Gostou de saber os principais cuidados com o recém-nascido? Lembrou de mais alguma dica que não citamos aqui? Deixe seu comentário e conte as suas experiências pra gente!

Comentar