Enxoval de Bebê

Conheça o quarto da Maria Flor, a filha da Deborah Secco

Escrito por Equipe Fraldário

Você já viu como é lindo o quarto da Maria Flor, a filha da Deborah Secco? A atriz pensou em todos os detalhes para que pudesse proporcionar um espaço muito confortável, aconchegante e apropriado a uma criança.

Recentemente, a menina completou 1 ano e 6 meses, e o seu desenvolvimento fez com que Deborah entendesse que seria o momento ideal de fazer algumas mudanças pontuais na decoração e na estrutura do quarto de Maria.

Então, bateu a curiosidade para saber como ficou? Neste post você vai conferir o novo quartinho da Maria Flor e entender todos os detalhes e escolhas para o ambiente! Continue lendo:

A paleta de cores escolhida

O quarto de uma criança precisa ser um lugar aconchegante, capaz de passar tranquilidade e conforto, mas que também tenha uma energia divertida, para entreter os pequenos. A paleta de cores escolhida faz toda diferença nesse sentido, e, no quarto da Maria Flor, ela foi muito bem aplicada!

Basicamente, prevaleceram os tons pastéis — escolha muito comum para quarto de bebês, justamente por entregar essa tranquilidade e suavidade. As cores variam um pouco, mas nunca fogem dessa neutralidade maior em relação à tonalidade. Rosa, verde, quarto da Maria Flor amarelo, azul e o creme predominam.

Em uma das paredes, Deborah usou um papel de parede rosa clarinho, estampado com nuvens. No lado oposto, na área do trocador, as cores se inverteram, com a predominância do branco e o detalhe do rosa, também suave, em estrelinhas estampadas em toda a extensão.

A mesma delicadeza do tom rosa foi escolhida para a poltrona que fica no quarto. Esse móvel é muito comum e bastante útil para quando as mães precisam passar um tempo com a criança no colo, seja para que ela durma, seja para amamentar. A escolha da cor harmonizou muito bem com o restante do cômodo.

Os móveis do quarto, tanto a estrutura da cama quanto a cômoda, têm a cor creme, outra opção muito boa e que também fica dentro da proposta geral.

A cama da Maria Flor

O quarto da Maria Flor também apresentou uma transição muito comum, e que Deborah decidiu fazer já: a mudança do berço para a cama.

Essa escolha da atriz foi feita com bastante cuidado e pesquisa. Segundo ela, a decisão veio após uma experiência em que a pequena dormiu em uma cama montessoriana, em um hotel, o que fez com que o modelo fosse adotado de vez.

A principal diferença dessa cama é que ela é bem próxima ao chão, com uma estrutura bem mais curta que o normal. Tendo em vista que Maria Flor ainda não tem tanta noção de que, se rolar durante o sono, pode cair, essa foi uma escolha muito segura, e igualmente confortável em relação às camas tradicionais.

Quanto aos detalhes, a cama apresenta uma estrutura de madeira chamada de “casinha”, que reproduz algumas pilastras e um telhado. Além de ser esteticamente muito bonito, esse modelo ainda transmite uma sensação maior de aconchego.

Para decorar a cama, Deborah optou por uma série de almofadas e rolos de espuma para proteger Maria Flor enquanto ela dorme. Tudo seguindo a paleta de cores com tons pastéis. Além disso, a casinha ganhou um véu e luzes de pisca-pisca por toda a estrutura!

Campanha de Doação de FraldasPowered by Rock Convert

Os itens de decoração do quarto

Ao decidir os itens de decoração do quarto da Maria Flor, Deborah certamente pensou que menos é sempre mais. As escolhas foram bem pontuais e suaves, como todo o ambiente se apresentou. Os principais objetos foram alguns quadros com desenhos bem minimalistas e em tons suaves.

Os bichinhos de pelúcia

Os bichinhos de pelúcia também tiveram seu espaço. Eles apareceram em cima da cama da menina, além de ocupar uma prateleira instalada na parede oposta à cama, bem em cima do trocador.

Aliás, este item leva o mesmo adesivo da parede, o que faz com que fique mais discreto ainda. O local também conta com um quadro com a foto de Deborah, seu marido e Maria Flor.

A luminária

Outro objeto decorativo muito discreto — e de ótimo gosto, seguindo toda a linha pensada para o ambiente — fica na parede da cama da menina, bem acima da área do colchão. Trata-se de uma luminária de parede em formato de nuvem, com pequenas luzes de LED.

Os espelhos

O quarto da Maria Flor ainda tem alguns espelhos grandes na porta de um closet, o que torna a instalação bastante discreta, quase que imperceptível. Além disso, o uso desse recurso dá mais amplitude ao cômodo que, visualmente, parece ser bem maior do que realmente é.

A cabaninha

Além de item de decoração, a cabaninha também pode servir para a diversão da Maria Flor. O item é uma estrutura simples de véus com um colchão na base, em cores encontradas pelo quarto em tons pastéis, como rosa, verde, azul e amarelo.

O que era diferente antes da mudança

O antigo quarto da Maria Flor prezava por uma decoração mais clássica, com o rosa ainda prevalecendo nas paredes, mas com aquele aspecto de desbotado, remetendo a uma ideia retrô.

Essa mesma abordagem clássica foi aplicada no berço, que era de madeira, com acabamentos bem trabalhados. Alguns outros móveis e objetos decorativos seguiram a mesma linha, com um ar bastante vintage e saudosista.

Na parede oposta ao berço, Deborah optou por um adesivo de parede em risca de giz, lilás e branco, também bastante delicado e harmonizando bem com a proposta para o quarto. A decoração foi feita com quadros de moldura retrô clássica, além de dois anjinhos de madeira fixados na parede do berço.

Com o novo quarto, Deborah conseguiu com sucesso trazer mais vida para o ambiente, com uma decoração contemporânea, mas sem modernizar excessivamente, mantendo o ar infantil e doce. Os móveis mais antigos foram substituídos por outros mais atuais e bem minimalistas.

Sem dúvida, Deborah conseguiu atender a transição de Maria Flor com um projeto muito funcional, prático e bonito. Realizando mudanças pontuais, a mãe deixou o ambiente com um visual bastante adequado para a idade da pequena.

E você, gostou do resultado do quarto da Maria Flor? Ele pode servir como uma ótima inspiração para quem também busca fazer essa mudança no quarto dos filhos!

E agora que você já tem mais um menos uma ideia de um bom quarto, que tal decidir as peças do enxoval