Bebês Crianças Gestação

Como montar o álbum de fotos do bebê?

Escrito por Equipe Fraldário

Muito mais do que apenas um registro do desenvolvimento do recém-nascido, o álbum de fotos do bebê eterniza os momentos marcantes do que é ser pai e mãe e cuidar de uma nova vida.

Por isso, as fotografias são tão especiais e importantes nesse período, pois elas capturam cada nova descoberta e expressão do pequeno.

Por essa razão, reunimos algumas dicas essenciais para ajudá-lo a montar o do seu filho e ter para sempre as mais belas recordações dos primeiros anos dele. Confira!

Escolha o estilo do álbum de fotos do bebê

Nossa primeira dica para que você monte o álbum de fotos do bebê é escolher o estilo que ele terá. Afinal, ele vai acompanhar e contar por meio de imagens — e em alguns casos texto — os primeiros anos do seu filho. Por isso, ele precisa ser pensado com muito carinho.

Um dos modelos mais comuns é o álbum em formato scrapbook, ou seja, um caderno ou livro de recortes onde fotografias podem ser inseridas e você pode escrever recadinhos ou datas e momentos importantes, como primeiro aniversário ou primeira palavra dita pela criança.

A personalização também é algo marcante nesse estilo. Por essa razão, cores, desenhos e símbolos infantis são frequentes nele.

Porém, há quem também opte por um fotolivro pela possibilidade de contar uma narrativa com as imagens começando desde a confirmação da gravidez até os primeiros meses do recém-nascido, por exemplo.

Uma terceira opção é o álbum digital, quando você conta com uma empresa de fotografia para criar uma encadernação específica com páginas onde os registros do seu filho serão impressos nas folhas. Isto é, não há aquele processo de colocar as fotos.

Campanha de Doação de Fraldas

Defina se as imagens serão caseiras, profissionais ou ambas

Uma vez definido qual o estilo que você deseja para o álbum de fotos do bebê é hora de outra etapa essencial na montagem dele: a decisão sobre a origem das imagens.

Isso porque muitos pais optam por realizá-las integralmente em um estúdio fotográfico onde elas ficarão mais profissionais e o fotógrafo poderá brincar com a manipulação no Photoshop para criar poses e cenas específicas, como do bebê com as mãos no queixo.

Contudo, com o aparato tecnológico atual — câmeras digitais, smartphones, tablets, computadores e outros aparelhos que tiram fotos — é possível fazer ótimos registros caseiros e capturar a espontaneidade do pequeno no dia a dia da família.

Além das duas possibilidades anteriores você também pode optar por uma terceira — isto é, mesclar as imagens que serão feitas em seu lar com as fotografias feitas em estúdio —, explorando, dessa forma, a diversidade de recordações afetivas dessa fase tão especial.

Decida quais fotos são essenciais para o álbum

Por fim, nossa última dica diz respeito ao planejamento em relação às imagens que estarão no álbum. Afinal, se você não fizer uma seleção prévia das imagens que tem, certamente será necessário muito mais do que apenas um exemplar.

Por esse motivo, a solução é combinar os principais registros do dia a dia ou mês a mês da criança e aquelas fotos coringas que não podem faltar. Alguns exemplos são o primeiro contato dos pais com o recém-nascido na maternidade, as primeiras visitas que o neném receberá, o primeiro banho no lar, o primeiro passeio, o primeiro dentinho etc.

Além disso, você também pode incluir no álbum as imagens do ultrassom, por exemplo, para ter uma recordação especial do período em que esperava ansioso pela chegada do seu filho.

Agora que você já sabe das principais dicas para montar o álbum de fotos do bebê não há desculpas para não registar os momentos mais marcantes e especiais do pequeno. E se você gostou deste texto não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais com outros pais!