Como identificar dificuldade de aprendizado

Crianças com energia de sobra, por vezes, atrapalham as aulas impedindo seus colegas de prestarem atenção nos professores. Essas mesmas crianças podem tirar notas baixas ou não conseguir aprender o que lhes foi ensinado.

Esses acontecimentos são comuns nas escolas. Porém, quando se transformam em um problema persistente, geram preocupação entre pais, cuidadores e professores. Deve-se, então, iniciar uma busca mais minuciosa para detectar a fonte desses transtornos.

Em alguns casos o problema reside na falta de estímulos, no método de ensino ou até mesmo na falta de empatia entre professor e aluno(a). Em outros casos, porém, descobre-se que as crianças com dificuldade de aprendizado têm, na verdade, algum distúrbio.

O que fazer nesses casos? Acompanhe o texto abaixo e se informe um pouco mais sobre o tema!

Dificuldade não é igual a incapacidade

Ter uma criança com dificuldade de aprendizagem não é sinônimo de ter uma criança menos inteligente.

Pelo contrário, essa criança pode apresentar nível intelectual igual ou superior ao de seus colegas. O que fará a diferença é como os seus responsáveis lidarão com a circunstância.

Características de crianças com dificuldade de aprendizado

Entre outros problemas, essas crianças costumam apresentar:

  • dificuldades na alfabetização (problemas para identificar as letras e seus sons);
  • dificuldades na leitura e na escrita (omitir, inverter, trocar ou acrescentar letras);
  • dificuldades com números (classificar e resolver operações matemáticas);
  • dificuldades com datas, meses do ano e dias da semana (por exemplo: confundem “hoje”, “ontem” e “amanhã”);
  • dificuldades em assimilar e memorizar os conteúdos lecionados na escola;
  • hiperatividade e déficit de atenção (falta de concentração e inquietude);
  • falta de organização com seus itens pessoais.

Crianças com problemas para aprender também costumam apresentar uma baixa autoestima. Depreciam-se e menosprezam seus feitos por acreditar que são inferiores aos colegas.

O diagnóstico feito por profissionais

Caso haja a suspeita de que seu filho tenha dificuldades para aprender, o primeiro passo é procurar por profissionais especializados, a fim de fazer uma investigação do problema.

Para um diagnóstico assertivo e com as melhores opções de tratamento, uma equipe multidisciplinar deverá ser consultada. Essas equipes são formadas por neurologistas, fonoaudiólogos, psicopedagogos e psicólogos.

A escola como aliada

É fundamental o papel da comunidade escolar no apoio à criança. O processo de inclusão, após a identificação do problema, começa em não dar um rótulo para o(a) aluno(a) com dificuldade.

Professores e equipe educacional devem proporcionar a esse(a) aluno(a) métodos diferenciados de ensino. Devem, também, promover a integração da criança com seus pares, uma vez que o isolamento é consequência recorrente da dificuldade de aprender.

O carinho e atenção como parte do tratamento

Medicamentos podem ser necessários em alguns casos. Entretanto, dar apoio às crianças com dificuldade no aprendizado e ter paciência para lidar com elas é de fundamental importância.

Com os devidos estímulos, crianças com dificuldade de aprendizado conseguem superar o problema em questão. Será necessário dar uma maior dose de atenção a esses pequenos, contudo, o resultado é satisfatório para a família e para os profissionais envolvidos com a educação da criança.

Gostou deste post? Curta a nossa página do Facebook e fique por dentro das nossas novidades!