Ciúme entre irmãos: como transformar a rivalidade em amizade

O ciúme entre irmãos é uma questão comum em muitas famílias, um problema que pode propiciar reflexos negativos no papel em que as pessoas assumem em seus relacionamentos pessoais e profissionais durante a vida adulta. Por isso, é tão importante resolver os conflitos desse tipo e, se possível, evitar que eles aconteçam, estimulando um ambiente de cordialidade entre os filhos.

Por meio de quatro sinais comuns no comportamento da criança, você consegue identificar que está havendo uma crise de ciúmes. São elas: birra, isolamento, agressividade e regressão. Para ajudar você a transformar a situação de rivalidade em amizade, separamos algumas dicas importantes neste artigo. Acompanhe:

1. Estimule o compartilhamento para evitar ciúme entre irmãos

Ensinando seus filhos a compartilhar, automaticamente, você os incentiva a respeitar o próximo, seja em casa, seja na rua, e a viver em harmonia com os demais. Lições que não se limitam apenas às relações com os irmãos, mas também se relacionam aos tantos desafios que eles enfrentarão ao longo da vida.

Mostrar que as crianças devem olhar para os outros com mais empatia e aprender a dividir algo que é seu, mesmo que elas ainda não tenham compreensão real desses atos, é fundamental para que cada indivíduo se torne um ser humano melhor.

Nas diversas fases, a criança tem uma olhar diferente para o compartilhamento. A razão disso é que o sentimento se aprimora ao longo dos anos, a partir do desenvolvimento de cada pessoa. Então, o melhor exercício é treinar os filhos com constância, dentro da própria casa e junto de seus irmãos, para que saibam lidar com situações do dia a dia.

2. Dê atenção especial para cada criança

É importante que você observe as crianças individualmente. Por isso, preocupe-se sempre em dar amor e carinho, demonstrando que se importa com o que cada filho está passando, independentemente do que os irmãos estejam pensando. Trate o momento de maneira única. O propósito é mostrar que cada um terá a sua vez de ser o foco, não havendo necessidade de competição. 

Tenha em mente que os filhos vivem com questões peculiares, problemas íntimos, que precisam de atenção diferenciada e singular. Os pais devem ter sensibilidade para lidar com esses tipos de fragilidade, mesmo que as crianças tenham dificuldade de expressá-las.   

3. Nunca obrigue a divisão de pertences

Para uns, isso pode até soar de maneira estranha e egoísta. Porém, é importante que os seus filhos aprendam a ter pertencimento de algo. Então, o que pertence a ele, um brinquedo, por exemplo, é somente dele. E o objeto só deverá ser compartilhado se a criança quiser e optar conscientemente por isso. Nessa hora, os passos anteriores serão fundamentais, já que, ao compreenderem a importância do compartilhamento e do espaço individual, a prática de colaboração começará a ser um ato natural e constante.  

4. Não faça comparações entre seus filhos

Nunca compare comportamento, inteligência, notas escolares, ou aparência entre seus filhos. Apesar da sua opinião, tente não externar esses fatores. Procure também não fazer brincadeiras familiares, no qual, um ganha, outro perde, um se sente o melhor e o outro o pior, principalmente se alguma das crianças já demonstrar traços de baixa autoestima e estresse.

Tente manter os filhos dentro de um espaço de colaboração, onde um ajuda o outro e não há necessidade de disputa. Mostre que o amor é o mesmo, independentemente de a criança se comportar melhor ou pior ou ser ou não a primeira da classe. Não permita que os seus filhos voltem-se um contra o outro por conta de competições internas familiares. Valorize as habilidades de cada um, estimulando que se desenvolvam em parceria.  

5. Seja justo com todos na mesma medida

Esta é uma regra fundamental. Os seus filhos, mesmo que você não perceba, estão lhe observando constantemente e têm total consciência do senso de justiça. Para as crianças, esse aspecto é essencial para se sentirem bem tratadas e compreendidas pelos pais. 

Gostou deste artigo sobre como evitar ciúme entre irmãos e estimular a amizade? Deixe o seu comentário falando sobre como este post ajudou você a diminuir ou até mesmo eliminar a rivalidade entre os seus filhos!