Saúde do Bebê

Calendário de vacinação de crianças

Escrito por Equipe Fraldário

Respeitar o calendário de vacinação do bebê é fundamental para que o primeiro ano de vida da criança seja saudável e longe de qualquer tipo de doença que possa aparecer na ausência desses cuidados. É uma fase delicada, afinal é difícil lidar com tantas agulhadas no pequeno, e que exige muita atenção por parte dos pais.  

Nos 12 primeiros meses de vida, há uma programação especifica em que o bebê recebe as vacinas imprescindíveis para o seu desenvolvimento naquele momento. É importante cumpri-la sem atrasos, com o máximo de responsabilidade e controle.

Calendário de Vacinação Infantil

Para que você tenha informações sobre essas 19 vacinas e quais cuidados necessários para nada de importante seja esquecido, fizemos este post. Confira!

Conheça as 19 vacinas obrigatórias no primeiro ano

Como mencionamos, o calendário de vacinação do bebê conta com 19 vacinas diferentes ao longo dos seus primeiros 12 meses de vida. Elas asseguram toda a demanda da criança em relação ao seu bem estar presente e futuro.

Campanha de Doação de Fraldas

Muitas são divididas em doses ao longo desse período, e algumas delas necessitam ser reforçadas ao longo da infância. Vamos conhecer todas a seguir, separando-as por meses.

Ao nascer

  • BCG: dose única, voltada para evitar doenças como tuberculose. Tomada na maternidade.
  • Hepatite B: 1ª dose no combate à doença. É aplicada na criança nas suas primeiras 12 horas de vida.​

Aos 2 meses

  • VIP: 1ª dose que combate a poliomielite (paralisia infantil).
  • VORH: 1ª dose para evitar a incidência de gastroenterite. Essa é em gotinhas.
  • Pentavalente: 1º dose, para combater a difteria, o tétano, a meningite, a coqueluche e outras infecções.
  • Pneumocócica 10V: 1ª dose de prevenção a pneumocócica, pneumonia e doenças como otite e meningite.

Aos 3 meses

  • Meningocócica C: esta vacina consiste na 1ª dose, combatendo a Meningite meningocócica C.

Aos 4 meses

  • VIP: agora o bebê toma a 2ª dose no combate à poliomelite.
  • Pentavalente: 2ª dose.
  • VORH: 2ª dose.
  • Vacina Pneumocócica 10V: 2ª dose.

Aos 5 meses

  • Vacina Meningocócica C: 2ª dose.

Aos 6 meses

  • Vacina VOP: 3ª dose.
  • Vacina Pentavalente: 3ª dose.

Aos 9 meses

  • Febre Amarela: a criança é medicada com a vacina que previne contra a incidência da doença. Essa é em dose única.

Aos 12 meses

Saiba quais são os principais cuidados com o calendário

  • Pneumocócica C: funciona como um reforço contra meningite, pneumonia e otite.
  • Hepatite A: essa é uma dose única na prevenção da doença.
  • Tríplice Viral: uma das mais importantes, é a 1ª dose contra a caxumba, rubéola, sarampo e síndrome da rubéola congênita. A 2ª dose é só após o primeiro ano de vida.
  • Meningocócica C: reforço no combate à meningite C.

É importante que os pais tenham a consciência de que o planejamento do calendário de vacinação é feito pelo Ministério da Saúde, de acordo com as necessidades que a criança tem no primeiro ano de vida.

Desse modo, é fundamental o cumprimento exato da programação. No Brasil, as campanhas de vacinação são amplamente divulgadas, e os pais conseguem as vacinas gratuitamente em postos de saúde espalhados pelo país.

É importante não perder os prazos de vacinação e manter a carteira atualizada regularmente, para manter um controle preciso de quais medicamentos a criança já recebeu.