Desenvolvimento Educação de Filhos

Como lidar com birra de criança

Escrito por Equipe Fraldário

Fome, sono, fraldas sujas, temperatura desconfortável. Todas essas situações provocavam no bebê uma reação espontânea — o choro. E o que acontecia? Os pais corriam e atendiam suas necessidades. O tempo passou e agora seu filho, que aprende rápido, entendeu que usar a mesma tática faz com que suas vontades sejam realizadas. Pronto! Está instalada a birra de criança!

Embora a situação teste a paciência dos pais, a verdade é que a maioria das crianças faz birra durante algum momento. Apesar de ser influenciado também pela personalidade, esse comportamento é muito comum dos dois aos quatro anos de idade.

Mas, antes de perder o controle e tomar atitudes mais drásticas, considere dois pontos: a reação dos pais é fundamental para extinguir ou incentivar novos episódios de birra. Em segundo lugar, entender por que ela acontece permite encontrar a solução mais apropriada para acabar com ela.

Como identificar as razões da birra de criança? Existem formas de evitá-la? Se você também tem essas dúvidas, este post foi feito especialmente para você! Continue a leitura e saiba como solucionar essa situação!

Razões para a birra de criança

Uma criança pode fazer birra ou apresentar um comportamento agressivo por diversos motivos. Alguns fazem parte do desenvolvimento e outros podem ser gerados por estresse. As razões mais comuns são:

1. Imaturidade emocional

A criança ainda está aprendendo a lidar com as próprias emoções e regras da sociedade. Diante disso, ela vai tentar fazer sua vontade prevalecer, e quando isso não acontece, ela pode ter explosões emocionais.

Campanha de Doação de Fraldas

Entenda essa reação como uma forma de tentar “convencer” os pais ou como um pedido de ajuda para aprender a lidar com a frustração — um sentimento novo que precisa ser trabalhado.

2. Inconsistência educacional

Quando a criança ouve um “não”, ela se sente frustrada. Porém, se, ao fazer birra, ela consegue que seus pais revertam a decisão, adivinhe qual estratégia ela tentará usar da próxima vez.

3. Pedido de socorro

Há situações que a criança ainda não consegue resolver, e sua forma de pedir ajuda é pela birra. Por isso, diante de um ataque, espere a criança se acalmar e procure saber as razões.

Uma criança que faz birra para ir à escola, por exemplo, pode estar sinalizando que está sendo maltratada por um colega. Neste caso, ela precisa de ajuda.

4. Situações de estresse

Algumas alterações na rotina da criança podem gerar birra. Problemas de família, doença de pessoas próximas, mudança de casa ou cidade e até mesmo a chegada de um irmãozinho podem causar sentimento de tristeza e insegurança, que podem ser expressos dessa forma.

Como reagir diante da birra

A reação dos pais é um fator que incentiva ou inibe a repetição desses episódios. Portanto, diante de uma sessão de birra, procure:

  • Manter-se calmo: o descontrole emocional da criança é compreensível diante da imaturidade, mas os pais devem ser um exemplo de sensatez e, portanto, agir de forma diferente.
  • Ignorar o chilique: se a criança não está ferindo a si mesma nem aos outros, e nem se colocando em situação de perigo, vire as costas e vá cuidar de suas atividades. Só há espetáculo onde há plateia!
  • Valorizar o “não”: se a birra vem depois de uma recusa, seja firme. Não permita que, por cansaço ou constrangimento diante de outras pessoas, a atitude de seu filho mude a sua posição.
  • Privá-la da situação prazerosa: se vocês saíram para ir a um parque e a criança fez birra porque queria sorvete, leve-a para casa sem fazer alarde. Não faça escândalo, mas deixe-a perder o privilégio.
  • Conversar: depois que a criança se acalmar, fale com ela a respeito do que aconteceu. Com calma e linguagem infantil, diga que esse comportamento não será tolerado. Tente identificar se a birra foi um pedido de socorro e, nesses casos, providencie ajuda.

Como toda ação educativa, é necessário ser consistente e aguardar para obter resultados. Porém, não desista! Com a resposta adequada, essa fase passa, e você poderá desfrutar de muitos momentos felizes!