Assadura no bebê? Aprenda como prevenir e tratar esse problema

Tem algo bem conhecido dos pais, mães, avós e babás que costuma preocupar: a assadura de bebê. Ela pode se manifestar em forma de bolinhas, vermelhidão e até mesmo descamando a virilha e o bumbum da criança. Esse quadro costuma ser mais frequente nos primeiros dois anos de vida.

É bastante comum as mamães se sentirem apreensivas e inseguras nos cuidados com o filho recém-nascido. Por isso, é preciso que fiquem atentas aos principais problemas tão comuns aos pequenos. Um dos que podem surgir é a assadura no bebê. Ela é uma preocupação para os pais e um grande incômodo para o neném.

As causas principais são calor, umidade ou em função da pele ficar muito tempo em contato com a urina e fezes.

Mesmo que os pais sejam bem cuidados, as assaduras em bebês costumam aparecer. São vários os motivos que levam os bebês ficarem com assaduras. Porém, a boa notícia é que tem como prevenir e tratar esse problema.

Normalmente, as assaduras causam vermelhidão na pele, por causa do contato da fralda com a pele do bebê. Esse problema é causado por deixar o bebê com a mesma fralda por muito tempo, reação alérgica, infecção por fungos e bactérias do ambiente e muito mais.

Por esse motivo, é tão importante saber como preveni-la e, caso surja, tratá-la para que desapareça o quanto antes.

A boa notícia é que é possível prevenir a assadura de bebê e, caso ocorra, amenizá-la. Nesse artigo você vai conferir os principais cuidados, como aplicar a pomada e quais são as melhores pomadas para assaduras em bebês.

Então, continue com a leitura. Aqui apresentaremos as causas da assadura, como preveni-la e as melhores formas de tratar os sintomas. Acompanhe!

O que causa assadura no bebê?

Também chamada de dermatite de fraldas, é uma reação inflamatória que aparece na região em contato com a fralda — bumbum, coxas e zona genital. A pele da área afetada fica vermelha, mais frágil e irritada, podendo evoluir para descamações, erupções e, em casos mais graves, sangramentos.

Em geral, é ocasionada pelo contato da pele delicada do neném com substâncias irritantes — normalmente enzimas de fezes ou urina — ou por fungos. Ou seja, pode ser causada quando alguma sujeirinha fica na pele após a troca de fraldas.

Ainda, há outros fatores que podem causar assadura no bebê:

  • alergia às fraldas;
  • infecção secundária por fungos e bactérias;
  • atrito da fralda com a pele delicada do neném;
  • alergia aos produtos utilizados para lavar roupinhas e toalhas, a lenços umedecidos utilizados na higienização ou a produtos usados no banho do bebê.

Como evitar assaduras em bebês

Normalmente, as assaduras em bebês aparecem nas coxas, no abdômen ou no bumbum. Essas regiões passam mais tempo em contato com as fraldas. Fora a vermelhidão na pele, a assadura também causa desconforto e mal-estar. Veja dicas de como evitar o problema.

Em vez de lenços umedecidos, utilize apenas água morna e algodão para a higienização. Limpe bem as dobrinhas para não ficar qualquer resquício de impureza. Certifique-se de que está bem limpinho e seco antes de colocar a fralda.

É fundamental que o bebê não fique muito tempo com a fralda suja, mesmo que seja só xixi. Afinal, o fato de ela ter boa absorção não quer dizer que a pele não fique em contato com a sujeira.

Aliás, dê preferência às fraldas de pano modernas. Com elas, a região fica muito mais arejada, evitando o surgimento de assadura no bebê. Por não serem feitas de produtos sintéticos, é muito pequena a chance de causarem irritação.

Use apenas produtos de higiene e de lavagem das roupinhas e do enxoval próprios para a pele delicada do neném. Conservantes, corantes e perfumes podem causar irritação na derme.

Pomadas para prevenir assaduras em bebês

Pomadas para assaduras são diferentes das pomadas para prevenir assaduras. Abaixo você confere algumas para prevenir que as assaduras apareçam no seu bebê.

  • Creme Preventivo de Assaduras da Turma da Xuxinha
  • Creme para Assadura Vitaminada da Mustela
  • Creme Preventivo para Assadura da Turma da Mônica

Essas pomadas devem ser aplicadas diariamente, sempre que a fralda do bebê for trocada.

Como a assadura no bebê deve ser tratada?

Se as assaduras já apareceram, é preciso tomar algumas medidas para que sejam curadas o mais breve possível. Veja abaixo o que é preciso fazer:

Use pomadas adequadas

São muitas as opções de pomadas para prevenir e/ou tratar assadura de bebê. Em geral, todas usam do argumento de oferecer a melhor proteção para a pele delicada da criança.

No entanto, é preciso ficar atento para fazer a melhor escolha, uma dica é preferir as pomadas que possuem em sua composição óxido de zinco, vitaminas A e D, lanolina, calêndula e óleos.

Deixe o bebê sem fralda

Quando o bebê está com assaduras, é fundamental trocar a fralda com uma frequência maior — em média a cada 3 horas. Esse hábito evita que a pele fique em contato com urina ou fezes, o que poderia piorar o quadro de irritação.

Obviamente, não é necessário que o bebê fique sem fralda o dia inteiro. Basta alguns minutos. Dessa forma, é possível que a pele do bebê respire.

Quando o bebê está com assaduras, é fundamental trocar a fralda com uma frequência maior — em média a cada 3 horas. Esse hábito evita que a pele fique em contato com urina ou fezes, o que poderia piorar o quadro de irritação.

Seque bem a pele do bumbum e a virilha

A umidade oportuniza a proliferação de micro-organismos que causam irritação na pele do bebê. Por conta disso, depois que o bebê for para a piscina ou para a praia, o recomendado é que coloque nele roupas secas.

Ao limpar o bumbum e a virilha do bebê, independentemente de usar lenço umedecido ou algodão com água, é essencial garantir que a pele fique tão limpa e seca quanto possível.

Se houver tempo, deixe o bebê por alguns minutos sem fralda, pois a exposição da pele ao ar contribui para fazer secar de maneira suave e natural.

3. Utilize água morna para a higienização

Sempre que trocar a fralda, lave bem o local com água morna e não esfregue ao secar (apenas encoste o pano delicadamente até a pele estar bem seca). A fricção do pano na pele sensível e irritada piora o problema.

Evite alimentos ácidos

Há alguns alimentos ácidos que facilitam o aparecimento de assaduras em bebês. Preste atenção e veja se não é o caso do seu bebê. Se for, evite esses alimentos, como por exemplo: aveia, milho, leite, ovos e algumas frutas, como groselhas e amoras.

Troque a fralda sempre que for necessário

Não é recomendado que o bebê fique sujo por muito tempo. Por isso, sempre que for necessário, troque a fralda do bebê. Limpe a região com água morna, sabonete e algodão.

Mesmo quando a fralda descartável possui alto poder de absorção, é muito comum restar resíduos de urina na pele do bebê, o que pode deixar a área irritada e gerar as temíveis assaduras.

Por isso, é muito importante trocar a fralda o mais rápido possível sempre que houver sinais de fezes ou urina. É mito o fato de que estar com a fralda cheia de urina não gera nenhuma complicação e o bebê pode ficar mais tempo com ela.

É importante sempre trocar a fralda e higienizar bem a região, mesmo quando o bebê tiver somente urinado.

Cuide bem das dobrinhas do seu filho S2.

Não aperte muito a fralda

Um dos fatores que pode gerar assadura de bebê é a umidade. Se a fralda estiver muito apertada, acaba impedindo a passagem do fluxo de ar, deixando a região úmida e favorável para ocasionar assaduras.

Além do mais, as fraldas apertadas podem provocar irritação na cintura e nas coxas do bebê.

Limpe a área genital da criança com cuidado. Sempre que o bebê fizer suas necessidades, deixe a região bem seca antes de colocar a fralda novamente.

Evite utilizar amaciantes nas roupas do seu filho.

Não deixe a fralda apertada demais. É importante deixar o ar circular para a pele do bebê respirar.

Preze por produtos de qualidade

Quem é mãe sabe que quando o bebê está desconfortável, a tranquilidade vai embora. Por isso, a pele limpa e bem hidratada após a troca de fraldas é fundamental para garantir o bem-estar do pequeno. A única forma de conseguir isso é contando com produtos de qualidade.

Alguns lenços umedecidos, por exemplo, podem provocar assaduras devido aos compostos químicos presentes na fórmula do produto responsáveis por ressecar a pele. Também é preciso estar atento às fraldas descartáveis, o fato de não escolher uma boa marca de fraldas pode causar uma série de complicações, entre eles o aumento da umidade na região íntima do bebê. 

Lembre-se sempre: a melhor opção é adquirir produtos de marcas recomendados pelo pediatra.

Como aplicar pomada para assaduras em bebês

Aplicar as pomadas para assaduras em bebês não é muito difícil. Você deve aplicar colocando o equivalente a um grão de feijão no dedo. Depois disso, você deve passar a pomada na região que está avermelhada para que forme uma branca camada.

Enquanto o bebê ainda estiver assado, a pomada deve ser sempre trocada e reaplicada. O ideal é que isso seja feito sempre que a fralda do seu filho for trocada.

Melhores pomadas para assaduras em bebês

Se o seu bebê já está com assaduras, você deve passar uma pomada para que a assadura seja eliminada. Abaixo você confere algumas das melhores pomadas para tratar esse problema:

  • Hipogloss
  • Dermodex
  • Bepantol (sendo bastante recomendada para fortes assaduras)
  • Hipoderme
  • Nistatina + óxido de zinco da Medley
  • Desitin, uma pomada importada dos Estados Unidos
  • A+D Zinc Oxide Cream, uma pomada americana para assaduras
  • Balmex (outra pomada importada dos EUA)

A cada troca de fralda, aplique um creme à base de óxido de zinco e vitamina A, pois ela cria uma película que impede o contato da pele com as impurezas. Se, mesmo com esses cuidados, as assaduras não apresentarem melhoras, o pediatra deve ser consultado para prescrever pomadas específicas para combater os micro-organismos.


Agora você já sabe como prevenir e como tratar as assaduras em bebês. Siga nossas dicas para que o seu bebê não sofra com o problema. Até mais!

Marcações: