Alimentos que você deve cortar da alimentação do seu filho

5 minutos para ler
Cuidados com Recém NascidosPowered by Rock Convert

A qualidade da alimentação do seu filho é um fator definitivo para que ele cresça e se desenvolva sem dificuldades e sem problemas na saúde. Sabemos exatamente o que oferecer para que eles se mantenham saudáveis: vegetais, frutas, um pouco de carne, água e cereais. Mas sempre surge aquela vontade de fazer um pequeno agrado e fazer o pequeno experimentar algum alimento que a gente adora, especialmente quando ele faz aquela cara de curiosidade, não é mesmo?

Apesar de entendermos que você não quer deixar seu filho passando vontade, é preciso que as mamães e os papais conheçam quais alimentos podem ser oferecidos a seus pimpolhos sem aumentar os riscos para a sua saúde. As restrições alimentares, especialmente para crianças até dois anos, são importantes nessa fase da vida do pequeno para que ele não sofra as consequências de comer algo que ainda não está preparado para digerir.

Por isso, no texto de hoje, preparamos uma lista de seis alimentos que não podem fazer parte da alimentação do seu filho, pelo menos até os dois anos de idade. Confira e tire todas as suas dúvidas em relação a esse assunto!

Leite de vaca

Um alimento que é considerado naturalmente saudável para uma criança pequena é o leite de vaca, já que ele é fonte de cálcio, vitaminas e proteínas. O problema é que o leite de vaca é extremamente indigesto para crianças pequenas, já que ele apresenta uma alta concentração de moléculas de difícil digestão que, se consumidas a longo prazo, podem até lesionar o intestino do seu filho, prejudicando a absorção de nutrientes!

A não ser que o pediatra indique um substituto ao leite materno caso o seu bebê não possa se alimentar com ele por algum motivo, a criança de até dois anos não precisa de outra fonte de leite.

Mel

A proibição da ingestão de mel por crianças de até um ano de idade é uma recomendação feita pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), o que mostra que isso é coisa séria!

O motivo dessa proibição é o risco do mel apresentar esporos de uma bactéria chamadaClostridium botulinum, que é a responsável pelo desenvolvimento do botulismo, uma doença capaz de paralisar a respiração do bebê. Como no primeiro ano de vida a criança ainda não desenvolveu a sua imunidade corretamente, e nem mesmo sua flora intestinal, ela não consegue inibir a ação dessa bactéria como nos organismos adultos. Por esse, motivo o mel deve ser removido completamente da dieta do seu neném.

Açúcar

Todo mundo sabe que o açúcar não deve ser ingerido em excesso, mesmo pelos adultos. Bebidas adocicadas, achocolatados, refrigerantes e sucos industrializados contêm muito açúcar e podem desencadear uma série de doenças na criança.

Papinhas para BebêPowered by Rock Convert

O excesso de açúcar pode aumentar a irritação da criança, já que ele estimula a produção de adrenalina, deixando-a ansiosa e excitada. Além disso, a longo prazo, a ingestão de açúcar pode aumentar o risco da criança desenvolver diabetes e obesidade no futuro. Ou seja: o melhor mesmo é tirar o doce da rotina alimentar da sua casa: isso vai fazer bem para a saúde do seu filho e para a sua também!

Café

O café é um estimulante natural, e quando tomamos a bebida em excesso, ela pode desencadear os mesmos sintomas do consumo do açúcar: excitação, ansiedade e estresse.

Crianças são extremamente sensíveis ao consumo de café e podem ser prejudicadas com o excesso da produção de adrenalina provocada, afetando a qualidade do seu sono e de sua concentração.

O café pode ser consumido somente a partir da adolescência e, mesmo assim, com parcimônia. Vale lembrar ainda que outras bebidas e alimentos ricos em cafeína, como os refrigerantes de cola e chás escuros, também devem ser evitados pelos mesmos motivos.

Frutos do mar

Pode parecer besteira, mas oferecer frutos do mar como camarão, mariscos e ostras para seus filhos pequenos pode ser extremamente perigoso para a saúde das crianças! Como elas ainda apresentam sua defesa imunológica em formação, eles devem evitar alimentos que são tradicionalmente conhecidos como alergênicos para algumas pessoas.

Portanto, resista à tentação de dividir com seu filho aquele saboroso prato de frutos do mar: no futuro, ele vai te agradecer.

Oleaginosas

Da mesma maneira que a ingestão de frutos do mar é perigosa para crianças, o consumo de oleaginosas como as nozes, o amendoim e as castanhas representa o mesmo risco para seus filhotes. Estes são alimentos tradicionalmente alergênicos e que podem estimular uma reação alérgica desnecessária no guri. O consumo de oleaginosas só é seguro para crianças a partir dos dois anos de idade, por isso nada de deixar ela petiscar alguns pedacinhos de amendoim com você, viu?

Já tirou todos esses alimentos da sua lista de compras? Não se esqueça de que esses cuidados são essenciais para que a criança cresça com saúde e sem grandes problemas! Aproveite para conferir também nosso post com 7 alimentos essenciais para os pimpolhos e não deixe de comentar compartilhando a sua opinião!

Cuidados com Recém NascidosPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário